Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O que só tu e eu e pouco mais entende

Eu não sei escrever, apenas tenho muitas, muitas histórias! by Nessie

O que só tu e eu e pouco mais entende

Eu não sei escrever, apenas tenho muitas, muitas histórias! by Nessie

A Anita cresceu e virou Martine. Felizmente não se transformou em Zé Manel!

Anita e a Festa de Anos - Ampliar Imagem

 

Recuso-me a chamar Martine à minha doce e querida Anita. Tantas aventuras que vivemos juntas! Nós fomos à praia; ao ballet, ao circo; ajudámos gatinhos indefesos e passarinhos perdidos. Que quer esta Martine agora? Quem é que ela pensa que é? Acha que entra assim na minha vida como se nada fosse? Nem pensar! Até porque o seu nome, faz-me sempre lembrar, não meninas doces, ingénuas e amigas dos seus amigos e animais, mas de uma rapariga vivida, sabichona e manhosa. Um nome mais apropriado a livros com títulos como: Matine está de ressaca; ou Martine fuma canábis atrás da escola; ou até Martine embebeda-se.

QUERO A MINHA ANITA DE VOLTA!

Dizem que a escolha serviu para que a marca seja mais coerente e consistente, para uniformizar o nome em qualquer parte do mundo. Blá, blá, blá. Sempre a enganar o povo. Já não bastava a crise, o ébola, a guerra, bancos a falir, etc e tal, agora mudam o nome da Anita?

Eu quero lá saber como é que os meninos no Japão chamam à Anita. Eu não sei falar japonês! Nunca vou falar com nenhum! Até porque, se pusessem um português e um japonês a dizer o nome Martine, soaria da mesma forma? Não me parece.

Posto isto. RECUSO-ME a chamar à rapariga um nome tão tipicamente português como Martine! Até posso chamar Martina, “aportuguesando" o nome, agora Martine NUNCA!

Já tinha apresentado a Anita ao meu filho. Hoje digo-lhe que ela mudou de nome e amanhã ele pede-me para lhe chamar Capitão Gancho. E como é que eu lhe digo que não é possível se a ANITA MUDOU DE NOME?

Felizmente não levaram a Anita a uma clínica para mudar de sexo e passar a chamar-se Zé Manel. Isto na perspetiva de que os livros se encontram ultrapassados e completamente desajustados da atualidade!

2 comentários

Comentar post